Mulheres Alteradas e antiquadas

A junção de um grupo de protagonistas femininas insatisfeitas com a própria vida, seja ela profissional ou amorosa, é mote desde os primórdios do cinema comercial lá em Hollywood. Não foi invenção de Sex and the City. Por exemplo, o diretor George Cukor já realizava tal feito com As Mulheres (1939) no qual um grupo de amigas descobre a traição do marido de uma delas e uma guerra entre os sexos (e as mulheres) se instala. Logo, é costume do gênero das comédias românticas reunir um grupo de mulheres para desbravar temáticas relacionadas ao universo feminino e também masculino com suas nuances e complexidades. No Brasil, tal feito já ganha um destaque recente, a adaptação dos quadrinhos da escritora argentina Maitena em Mulheres Alteradas (2018).

Continue lendo “Mulheres Alteradas e antiquadas”